sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Quanto custa a verdadeira felicidade?


Já nem sei mais quantas vezes assisti o filme Into The Wild, mas hoje fui na versão dublada; e, acredite, até assim o filme consegue ser maravilhosamente perturbante e dócil - em todas as situações fiquei inquieta com a mensagem fisgada.

É baseado em história verídica de um cara que atravessa seu país em busca de seu sonho. Enfrenta os medos impostos pela sociedade, descobre a generosidade até então nunca vista, percebe que a sabedoria é vindoura e assim o filme transcorre, como se fosse um livro - demonstrando todos os ensinamentos que ele vive e enxerga à sua volta. No final das contas, o expectador percebe que ele foi mais feliz em dois anos intensos nos quais ele atingiu seu objetivo e solidão, totalmente into the wild, do que se somasse tudo o que vivera dali para trás em 23 anos.



"Hapiness only real when shared"

"If you want something in life, reach out and grab it!"

Um comentário:

Jackie Tequilaa;* disse...

jÁ OUVI FALAR INÚMERAAAS vezes desse filme, e nunca assiti.
Eu acredito que a verdadeira felicidade não custa muito...mas demora para ser notada.


Beijos Flor!