quarta-feira, 5 de maio de 2010

Kit limpeza para a picaretagem


Será que agora com o texto-base do projeto "Ficha Limpa" o cardápio de candidatos políticos vai ficar mais restrito e selecionado? Bem, se isso significar ter que colocar aqueles que tem antecedentes criminais de escanteio, pode-se dizer que ameniza sim. Mas se a lei não foi sancionada e só houver o projeto, será que o povo vai se importar com a relação dos políticos que já colocaram a mão na massa em falcatruas e que isso vai interferir na hora do voto? Bem... existem perguntas e respostas que nos remetem a uma outra história.

Escovões, vassouras e baldes gigantes foram as ferramentas utilizadas pelos manifestantes na rampa do Congresso para pressionar pela votação do "Ficha Limpa".

Projeto

A Câmara dos Deputados votou, por 388 votos contra um, o texto-base do projeto que veta a candidatura dos políticos com condenação na justiça, o chamado "Ficha Limpa". E, além disso, levou um peso extra no dorso: mais de 2 milhões de assinaturas foram colhidas a favor do projeto (confira) - número atingido às 22h40 do dia 3 de maio (em seguida, o projeto foi aprovado). Na ocasião, a ONG que fez os preparativos para o ato, Avaaz.org, realizou um protesto na capital do país com os nomes de todos os brasileiros que pressionaram a Câmara pela aprovação do projeto.


Foto: Givaldo Barbosa / O Globo

2 comentários:

Jackie Tequilaa;* disse...

sÓ QUERO VER O RESULTADO DESSA LIMPEZA;)

Mateus disse...

Eu queria saber quem é esse carinha que votou contra! Deve estar cheio de processos!